Carlos Rao

Seja você mesmo, só não seja sempre o mesmo.

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Palermo Shooting

    Palermo Shooting

    ★★

    Assistir Imagens de Palermo foi uma experiência tão confusa, que em certo momento, tive que pausar sua exibição para me assegurar de que de fato, estava vendo um filme do grande Wim Wenders.
    Contudo, apesar de minha descrença, havia de fato momentos que pareciam, sentiam e mostravam-se se tratar de uma obra de Wenders. Infelizmente, não o Wenders que estamos acostumados a ver em sua grandiosidade.
    Finn, um grande fotógrafo preso a uma rotina eletrizante, cercado de celebridades e grandes…

  • Lost Highway

    Lost Highway

    ★★★★½

    Assistir à Estrada Perdida é um deleite sem precedentes. Confesso que há uma opinião pessoal fortíssima quando se trata deste filme, afinal, eu o assisti pela primeira vez há cerca de 16 anos desta data. Portanto, dado o meu gosto exacerbado, torna-se difícil fazer uma crítica neutra, tendo isso em vista, sequer provarei fazê-lo.
    Revê-lo me traz sensações fortíssimas de nostalgia, mas, acima de tudo, traz também uma obra tão fantástica, que consigo absorvê-la até mesmo abdicando de um sentido…

Popular reviews

More
  • The Invisible Man

    The Invisible Man

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    Uma das maiores decepções pessoais de 2020. O Homem Invisível me foi recomendado de todas as formas e maneiras possíveis, por praticamente todas as pessoas que já o viram.
    Devo concordar que a metade inicial do filme se dá com uma premissa tremendamente interessante e um conceito psicológico fantástico. O paralelo que o filme traça entre a prisão psicológica da personagem Cecília, torna crível que ela sinta a presença de seu ex. A tensão funciona de forma tão perfeita que…

  • Rosemary's Baby

    Rosemary's Baby

    ★★★★★

    This review may contain spoilers. I can handle the truth.

    O Bebê de Rosemary é um filme tão atual que chega a ser assombroso pela própria crítica que carrega em plenos 2021.
    Há tantas formas de interpretar este filme que não pude conter o ato de interpretá-lo sem spoilers. O filme é uma crítica constante à sociedade de 1968 tanto quanto à atual, pois ainda é possível ver suas similaridades.
    Rosemary é supostamente vítima de um estupro dentro do próprio casamento. Seu descontento em relação ao ato consumado sem seu…