Favorite films

Don’t forget to select your favorite films!

Recent activity

All
  • Resident Evil: Welcome to Raccoon City

    ★★★

  • The Power of the Dog

    ★★★★★

  • Private Desert

    ★★★★

  • The French Dispatch

    ★★★★

Recent reviews

More
  • Resident Evil: Welcome to Raccoon City

    Resident Evil: Welcome to Raccoon City

    Mas não escapa da indecisão entre ser mais dramático ou mais descomplicado

    O grande diferencial do cinema de Paul W.S. Anderson, que ficou latente nos Resident Evil com Milla Jovovich a partir principalmente dos filmes quatro e cinco, é a capacidade de pensar set pieces (os ambientes bem definidos onde a ação se passa) a partir de uma lógica de plasticidade, clareza, autossuficiência e impacto. Essa sofisticação não está no texto em si dos filmes, e pode passar despercebida por…

  • The Power of the Dog

    The Power of the Dog

    ★★★★★

    Jane Campion traz ao faroeste suas histórias fortes sobre a latência do desejo

    Como os faroestes tratam essencialmente da conquista do Oeste na formação dos Estados Unidos, esses filmes sempre foram uma oportunidade para falar sobre civilização e barbárie, afinal vem daí uma construção consciente da identidade nacional e do imaginário americano. Nela, o avanço dos colonos pioneiros em direção à Califórnia e ao México “selvagem” se justifica como um projeto expansionista, de superioridade moral, quase como um chamado divino.…

Popular reviews

More
  • Dune

    Dune

    Adaptação subestima a força que o livro coloca na vontade de futuro

    Um dos elementos que desde sempre constituem a ficção científica é uma certa vontade de futuro. Em clássicos do gênero como Duna, Fundação e O Fim da Infância, essa urgência da especulação se manifesta em tramas que se estendem por anos ou décadas, com saltos temporais vertiginosos entre capítulos. É como se a humanidade no imediato Pós-Guerra, quando essas obras foram escritas, em meio ao perigo nuclear e…

  • Malignant

    Malignant

    ★★★★★

    Diante de regras e expectativas, diretor toma o caminho do antinaturalismo

    Durante a divulgação de Maligno, o diretor James Wan fez o básico e esperado: disse em entrevista que o filme é feito para os fãs de horror, “os fãs do horror mais puro que têm me apoiado”, e que talvez ele não tivesse outra chance igual de realizar um filme tão maluco e inconsequente. O primeiro de muitos choques que Maligno provoca é que Wan não está só jogando…