• Armageddon Time

    Armageddon Time

    Eu lembrei de DAMIEN A PROFECIA II (The Omen II, 1978) vendo Armageddon Time. A preparação da ideia americana de elite, com o pior do pensamento de concentração de poder. Isso talvez se manifeste na forma de um conserto de encanamento, ou na rejeição do modelo de escola pública (diversa, abrangente) e da valorização do ambiente de educação privado (bolha controlada), da imagem dos líderes e de seus nomes poderosos administrando um sistema racista. Acima de tudo, é ilustrado pelo…

  • Don't Worry Darling

    Don't Worry Darling

    Eu tive alguma boa vontade, mas depois, desisti, mesmo vendo inteiro. HBO MAX 4K HDR 10/Atmos.

  • Is That Black Enough for You?!?

    Is That Black Enough for You?!?

    Elvis Mitchell foi crítico de cinema e passou à realização. Os melhores momentos desse ensaio de duas horas dão voz à principal razão de ser de um crítico de arte e de um artista/realizador de ideias: defender um ponto de vista. Se você como crítico ou artista não tem um ponto de vista, a criatura será um suflê de ar. E que sejam felizes os suflês de oxigênio. Mitchell - no entanto - usa a própria voz e parece ter…

  • The Wonder

    The Wonder

    Me pareceu uma Revisão moderna do estilo clássico gótico British Hollywood. Gostei do clima, da foto de Ari Wegner, eu gosto do jeito de Sebastian Lelio dirigindo. A certa altura, e com a revelação dos detalhes da história, eu achei que tudo poderia ser mais forte, mais sinistro e mais terror, que são lugares possíveis para os traumas de família, a religião e o extremismo. Florence Pugh é uma atriz e tanto. Visto no Netflix, 4K HDR 10/Dolby Atmos. O score musical bem bom.

  • Moonage Daydream

    Moonage Daydream

    Eu estava em SP e fui ver no Imax. Me chame para ver arquivos de David Bowie ou qualquer dos heróis e heroínas que me ajudaram a ser quem sou, estou dentro, vou gostar. E talvez exatamente por isso que não gostei tanto. As vezes ali na 4a fileira parecia que eu tava com a cara enfiada no descansa tela, mas aos poucos eu fui tendo a sensação física de que havia finalmente me perdido na obra não apenas musical,…

  • Pinocchio

    Pinocchio

    Vi hoje com crianças. Não entendo a recepção catastrófica desse filme, aqui no letterboxd é uma sequência sem fim de * 1/2s. Meu ponto é o seguinte: esse filme do Zemeckis não parece ter nada de diferente dos mega hits modernos aclamados pela religião dos filmes de boneco de super herói, todos sintéticos e pré programados pela bolsa de valores (exatamente feito esse). Acho que as pessoas enxergam com maior clareza esse aqui por ser algo tão UNCOOL, uma história do passado e onde o boneco é de madeira, e não vestido com malha e máscara aerodinâmica. 4K HDR Dolby Atmos/Disney+

  • Mars One

    Mars One

    Eu vi um mês atrás e ainda da vontade de ligar pra saber como estão todos. 

    Visto em link mágico VIMEO.

  • Two for the Road

    Two for the Road

    Na longa história de DRs filmadas, essa experiência narrativa de Stanley Donen é o filme rodado em locação por excelência (França), e onde a montagem nos lembra sempre e de maneira verdadeira (e um ano antes do osso virar espaçonave em 2001 - a Space Odissey (SK)) que a vida é feita de pulos e voltas. Bonito. 

    Bluray.

  • Nope

    Nope

    Eu tive prazeres vendo Nope! em todas as frentes, texto, clima, tom, eu aprecio o mergulho aprofundado que Peele faz na ideia toda que ele desenvolve, algo totalmente original construído em cima de um ferro velho do Cinema e da sua história. O filme-experiência de Eadweard Muybridge com o jóquei no cavalo, um homem negro registrado em 1878 e nunca valorizado ou identificado, vira um ponto de partida lindamente poético para construir um filme inteiro. É a história do cinema…

  • Ragtime

    Ragtime

    Uma 2a crônica americana feita por Corman, logo depois de HAIR (1979). Os detalhes vão ganhando dimensões gigantes no início do século 20. Racismo, poder, reação, respeito e amor, eu gosto de Forman. Milos Forman deve ser a pessoa que eu mais gostaria de ter conhecido, parece ter sido um homem formidável. A visão dele sobre sociedade, mulheres, justiça não envelheceu nada e esse filme tem hoje 41 anos. Que prazer perceber que esse filme de 1981 ainda teve a honra de filmar James Cagney. Bluray.

  • Elvis

    Elvis

    Eu achei sensacional. Aquela sequência de gozo da plateia com música, mexe mexe e montagem é linda. Acho que é o que mantém a Cultura e a expressão artística vivas, está tudo expressa ali. 

    HBO MAX/HD/Dolby Atmos.

  • Top Gun: Maverick

    Top Gun: Maverick

    Parece ter sido todo armado na malandragem em cima da sequência final de ataque à Estrela da Morte em Star Wars IV. E tem a lógica de um pistoleiro profissional, que trabalha sem vergonha ou remorso, só com o endereço da vítima e foto recente. Não sabemos quem devem atacar, qual o país ou onde exatamente, para não perder popularidade em lugar nenhum do mundo e assim diminuir as rendas. Um feito e tanto. Postei no Instagram que quando a…