Prospect

Prospect ★★★½

Boas ideias e muita criatividade da direção de arte na abordagem [retrô]futurística, com ferramentas inventivas e linguagem [escrita] diferente. Gostei da forma como os diretores utilizaram o som da comunicação entre os personagens, via rádio, além de potencializar a distância que existe entre todos eles, dá margem para furtivas armadilhas como a sintonia da música para desordenar um inimigo, etc. Acho que essa boa utilização do som é uma das grandes responsáveis pela atmosfera altamente imersiva do filme, juntamente com a fotografia e os efeitos práticos [a poeira venenosa no ar], que causam um efeito muito interessante e característico da floresta lunar. Sophie Thachter e Pedro Pascal estão ótimos, mas, fora isso, o plot não os ajuda muito; é um filme muito mais de sentidos, talvez.

De qualquer forma, é um bom debut da dupla de diretores; o suficiente para me manter curioso em relação aos próximos projetos deles.