Bicycle Thieves ★★★★½

Representante do neorrealismo italiano, Ladrões de Bicicletas é considerado por muitos o principal filme do movimento. Sob direção de Vittorio de Sica, o filme trabalha de forma a captar uma Roma decadente pós Segunda Guerra. A fotografia é um destaque do filme, pois transmite a situação desesperadora de grande parte dos italianos da época. A "câmera caneta" (camera stylo), como define o crítico Alexandre Astruc, pode ser observada no decorrer de todo o longa. Essa definição descreve o fato de certos diretores desse período conseguirem trabalhar a abstração de conceitos através de ângulos e enquadramentos de forma não antes visto. De Sica consegue transportar o telespectador para a pele do protagonistas fazendo-o sentir a dua dor. A linguagem cinematografia começa a chegar a sua maturidade a ponto de tornar uma história simples uma história forte e inesquecível. ⁣